Menu

O que é aprendizagem de máquina e onde se aplica

25 de março de 2017 - Blog, Tecnologia
O que é aprendizagem de máquina e onde se aplica

Nos últimos dez anos, todos trabalhamos com o modelo em que uma plataforma de computação pode fazer tudo, e que essa plataforma de computação deve ser estar em um datacenter central. Se uma tarefa é demais para nossos recursos de computação, simplesmente adicionamos mais CPUs, memória ou armazenamento.

A digitalização,a Internet das coisas, e a desagregação da lei de Moore vai mudar tudo isso.

Rumo a um mundo onde tudo aprende.

A Internet das coisas começa a detectar a nossa realidade (analógica) e ao fazê-lo, gera uma enorme quantidade de dados. Por exemplo, um carro auto-dirigido gera quatro terabytes de dados por dia.

E mais, por causa do rápido avanço de um ramo de inteligência artificial chamada aprendizagem de máquina, somos capazes de tomar esta massa de dados e “descobrir o que está acontecendo”.

A aprendizagem de máquina não é como a computação do passado. Até agora dissemos ao computador o que fazer através de nossos aplicativos, softwares diversos. Com a aprendizagem da máquina, o computador diz a si mesmo o que fazer. À medida que um sistema de aprendizado de máquina ganha experiência, ele fica melhor no que faz – sem qualquer intervenção humana.

Esses sistemas de aprendizado de máquinas já existem, mas veremos muitos, muitos mais no futuro.

Alguns exemplos:

Detecção de fraude – sistemas de aprendizado de máquina aprendem nossos padrões de gastos normais, permitindo assim detectar uma anomalia e provável fraude. Já em uso com ótimo aproveitamento.

Detecção acidentes domésticos – as câmeras monitoram as pessoas vulneráveis ​​às quedas em suas casas. Um sistema de aprendizagem de máquina aprende quais movimentos são normais e quais fogem do padrão.

Acompanhamento de alunos – as pegadas digitais dos alunos são alimentadas em um sistema de aprendizagem. O sistema aprende esses padrões de pegada digital e definem com base em comparações complexas um aluno com baixo rendimento, e, portanto, precisando de ajuda de seu tutor. Tal sistema está em uso no Reino Unido e é capaz de prever que a ajuda é necessária quatro a seis semanas antes de um tutor notar qualquer problema.

Ajudando no diagnóstico de doenças – o grupo DeepMind da Google em Londres está trabalhando com o Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido em vários projetos nos quais criarão um sistema de aprendizado automático que ajudará os médicos a realizar diagnósticos. Seu primeiro projeto foi focado em doença renal.

Previsão de falhas – já existem vários sistemas de manutenção preditiva em uso. As novas locomotivas da General Electric e as bombas de óleo da FlowServe possuem esses sistemas. O sistema de aprendizado de máquina aprende as características dos dados do sensor que precedem uma falha, permitindo assim o reparo pró-ativo, antes de ocorrer uma avaria. A precisão é muito superior ao monitoramento comum.

Veículos autônomos – veículos autônomos provavelmente são menos do que a publicidade oferece, eles são, essencialmente, sistemas de aprendizagem de máquina sobre rodas.

Marketing digital autônomo – a aprendizagem de máquinas descobre a mistura de publicidade digital que obtém os melhores retornos e ajusta essa mistura de acordo.

A aprendizagem de máquina nos permite criar o que chamamos de “Sistema de Ação”. Dados entram no sistema de aprendizagem da máquina que, a partir desses dados, descobre o que está acontecendo. Esses dados podem ser feeds de vídeo a partir da cerca perimétrica do Aeroporto de Heathrow em Londres, ou os dados de muitos sensores de um automóvel autônomo, ou dados do sensor de uma bomba de óleo, ou os dados de vendas de um mix de publicidade digital, ou o sensor entradas de um campo de palma da Malásia, ou da câmera que acompanha  uma pessoa idosa em sua casa, ou as pegadas digitais de um aluno e por aí vai.

Baseado em o que aprendeu no passado, o sistema infere o que está acontecendo – alguém está tentando cortar a cerca no aeroporto de Heathrow, este carro está se dirigindo para um semáforo fechado, esta bomba está operando acima da capacidade, nossos anúncios em linha dentro Suécia não estão trabalhando como em outro lugar, esta pessoa idosa caiu, este estudante deve estar precisando de uma nota A, mas eles está caminhando para uma nota C, este paciente tem uma doença renal em estágio inicial.

A partir daí o sistema aconselha, pede permissão e então toma medidas, ou toma uma ação autônoma – informa a polícia, para o carro, desliga a bomba e envia a equipe de manutenção, puxa anúncios para o YouTube na Suécia, notifica o serviço de ambulância, notifica o tutor do aluno.

Chamamos isso de Sistema de Ação porque é apenas isso – um sistema que detecta, infere o que está acontecendo então, pode agir.

Estamos chegando lá, no futuro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *